sexta, 14 de julho de 2017 - 10:18h
Governo do Amapá oferta mais de 2 mil vagas em concursos públicos
Além do concurso para a PM, há vagas para a Polícia Civil e Politec. No total, são 525 para contratação imediata e 1.655 de cadastro reserva.
Por: Fabiola Gomes .Colaboradores: Eloisy Santos
Foto: André Rodrigues
Editais dos concursos para a Polícia Civil e Politec foram lançados na manhã desta sexta-feira, pelo governador Waldez Góes

Pouco mais de uma semana após o lançamento do edital do concurso público para a Polícia Militar do Amapá, quando foram ofertadas 1.200 vagas (300 imediatas e 900 de cadastro reserva), o governador Waldez Góes oficializou nesta sexta-feira, 14, o lançamento dos editais que regem os concursos para a Polícia Civil e Polícia Técnico-Científica (Politec), que, juntos, totalizam 225 vagas para contratação imediata nos certames, além de 755 para a formação do cadastro reserva. É mais oportunidade aos que desejam ingressar na carreira pública, e investimento na Defesa Social, para melhor assistir à população amapaense. No total, o governo do Amapá está ofertando 2.180 vagas em três concursos públicos.

Durante pronunciamento o governador do Amapá, Waldez Góes enfatizou que ao longo de 27 anos foram realizados apenas quatro concursos voltados para a Polícia Civil, dois na gestão do então governador Anníbal Barcellos e dois na sua gestão durante seu primeiro e segundo mandatos. Este é o terceiro investimento em pessoal realizado por Góes.

“Vamos reposicionar os agentes e delegados para atender as demandas de todo o estado nas delegacias do interior e especializadas. Como o concurso tem duração de dois anos, iremos ficar com um cadastro reserva significativo para que o estado, à medida que equilibre sua questão fiscal, possa fazer o planejamento para o chamamento dos outros candidatos aprovados”, afirmou o chefe do Executivo.

Os editais estarão disponíveis a partir das 17h, desta sexta-feira, 14, para acesso no site do Governo do Estado, pois precisam passar pelo trâmite de praxe que é a publicação no Diário Oficial do Estado.

Polícia Civil

Para a carreira civil, são 25 vagas imediatas para delegados e até 75 para formação de cadastro reserva. Além de 120 vagas imediatas e até 380 reservas para agentes. Para oficiais da Polícia Civil, o edital prevê 60 vagas imediatas e até 240 cadastros reserva. As vagas são disponibilizadas de forma regionalizada, abrangendo quatro áreas de lotação no Estado.

As remunerações são de R$ 4.139,53 + R$ 700,00 de auxílio indenização (para agentes e oficiais), e R$ 13.280,01 para o cargo de delegado. As inscrições serão feitas exclusivamente pelo site da banca organizadora do certame, a Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br), a partir das 10h do dia 17 de julho até as 14h de 08 de agosto. A taxa de inscrição é de R$ 180,00 para delegado, e R$ 120,00 para os cargos de agente e oficial.

Dentre os pré-requisitos, para o cargo de delegado, o candidato deve possuir bacharelado em direito. Para os cargos de agente e oficial, o candidato deve possuir nível superior em qualquer área de atuação. Para todos os cargos, é obrigatório possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), em categoria B.

Fases

A primeira fase será a aplicação da prova objetiva, a ocorrer no dia 10 de setembro. Para o cargo de delegado, no turno da manhã. As provas para os demais cargos ocorrerão pelo turno da tarde. Para a carreira de delegado e oficial, o certame contemplará sete fases. Para agente, serão seis fases.

Polícia Técnico-Científica

O Governo do Amapá lançou ainda o edital do concurso público da Politec, para provimento de 18 vagas imediatas e 52 reservas para o cargo de perito médico legista; e 02 vagas imediatas e até 08 em cadastro reserva para perito médico legista com especialização em psiquiatria. As vagas serão divididas em 03 áreas de lotação no Estado. Para ambos os cargos, a remuneração é de R$ 10.067, 96, com prova teórica a ser realizada no dia 3 de setembro.

Como principais pré-requisitos, o candidato deve possuir diploma de conclusão de curso superior em medicina e registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). Aos que desejam concorrer à vaga na área de psiquiatria, deve ainda comprovar a especialização.

Inscrições e fases

As inscrições deste certame ocorrerão pelo mesmo endereço eletrônico da Fundação Carlos Chagas acima citado, de 10h do dia 17/07/17 até as 14h de 07/08/17, com pagamento de taxa no valor de R$ 220,00.

O certame ocorrerá em quatro fases, sendo a primeira a aplicação da prova objetiva e redação, que acontecerá no próximo dia 03 de setembro. A segunda fase será a prova de títulos, seguida de exame documental e de saúde, e por último, programa de formação.

Ambos os editais serão publicados no Diário Oficial do Estado e poderão ser acessados no portal do Governo do Amapá e ainda no site da Secretaria de Estado da Administração (www.amapa.gov.br e www.sead.ap.gov.br)

Carência de profissionais

Segundo dados da Delegacia Geral de Polícia Civil do Amapá (DGPC), o efetivo entre delegados, agentes e oficiais é atualmente estimado em 1.017 profissionais, que atuam em todo o Estado.

De acordo com a Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública (Sejusp), este quantitativo representa o sério déficit de profissionais que o Amapá enfrenta, tanto de delegados, como de agentes e oficiais. O último concurso para delegado, por exemplo, ocorreu em 2010. Para as carreiras de agentes e oficiais, o último concurso ocorreu em 2006. De lá para cá, muitos profissionais se aposentaram ou seguiram para diversos Estados do país, onde foram aprovados em outros concursos.

Quanto à Politec, os últimos concursos para a carreira de perito médico legista no Amapá aconteceram em 2002 e 2004, sendo para provimentos de vagas em Macapá e Laranjal do Jari, respectivamente.

Segundo dados da instituição, atualmente há 13 profissionais concursados em Macapá e 02 no município de Laranjal do Jari. Ainda, 03 médicos do quadro federal que também atuam na capital. Outros 07 profissionais desta categoria atuam em demais municípios, sendo estes contratados sem concurso público.

Compromisso

Desde 2015, mesmo em meio à crise econômica que afeta o país e, consequentemente, o Amapá, o GEA segue investindo em Defesa Social, para melhor assistir a população e garantir a manutenção da ordem pública em todo o Estado. A aquisição do helicóptero do Grupamento Tático Aéreo (GTA) é um exemplo deste compromisso, no qual foram investidos R$ 12 milhões para que os trabalhos de busca e salvamento em áreas mais remotas continuem acontecendo.

Em dois anos e cinco meses, foram construídos e reformados prédios, adquiridos equipamentos e veículos, investimentos estes no âmbito da Defesa Social e Infraestrutura que totalizam R$ 170 milhões. Neste período, o Estado ainda adquiriu e substituiu 160 viaturas das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros e Polícia Técnico-Científica.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá