quinta, 16 de fevereiro de 2017 - 18:13h
De volta ao Amapá, jogadores trazem na bagagem a esperança de um novo sonho
Seleção garantiu a quinta melhor colocação entre as vinte participantes
Por: Lilian Guimarães
Foto: Márcio Pinheiro
As cores verde e amarelo tomaram conta do Aeroporto Internacional de Macapá

As cores verde e amarelo tomaram conta do Aeroporto Internacional de Macapá, na tarde desta quinta-feira, 16, durante a recepção dos jogadores e a comissão técnica que integraram a Seleção Brasileira de Futebol de Desporto Escolar, durante o Mundial Sub-13, que ocorreu em Doha, no Catar. Jovens de 11 a 13 anos trouxeram na bagagem muitas histórias para contar, além da realização de um sonho e a esperança de que o futebol amapaense pode ir muito longe.

A garotada viajou com apoio do deputado federal e presidente da Federação Amapaense de Futebol (FAF), Roberto Góes (PDT-AP), que conseguiu a vaga junto à Confederação Brasileira de Desporto Escolar. O time enfrentou vários adversários na fase de grupos, como Sudão, Chile e Rússia. Depois de uma campanha com duas vitórias e um empate, acabou sendo derrotado pelo Bahrein por 1 a 0 nas quartas-de-final.

“Esses jovens, quando saíram do Amapá, representavam cerca de 800 mil amapaenses. Mas, quando chegamos no Catar, passamos a representar 200 milhões de brasileiros. Na verdade era o Amapá representando o Brasil numa competição com 20 seleções, e nós conseguimos sair da competição em quinto lugar. Por pouco, não fomos para a final”, comemorou Góes.

De acordo com o deputado, na próxima semana o presidente da Confederação Brasileira de Desporto Escolar vem ao Amapá fazer o convite oficial ao governador Waldez Góes. O objetivo é inserir na Seleção Sub-13 estudantes de outros estados da região Norte e formar um time forte o suficiente para trazer o título na próxima edição do torneio.

Gustavo, Thiago, José, Ricardo, Odiclei e muitos outros. Meninos que além de serem bons de bola, são alunos exemplares. Estudantes da rede pública de ensino do Amapá, que se dedicam aos estudos e ao futebol.

Odiclei Júnior, de 11 anos, é aluno da Escola Estadual Antônio Cordeiro Pontes. Ao desembarcar, contou que já estava com saudade da família e da escola, mas também não escondeu a felicidade de poder trilhar novos horizontes. A partir de agora, a responsabilidade será ainda maior.

“Foi emocionante poder representar o nosso estado e o país. Volto cheio de esperança de poder fazer melhor. Vou me dedicar muito para trazer ainda mais orgulho ao nosso povo”, disse Odiclei, com os olhos cheios de lágrimas.

A equipe amapaense foi comandada pelo experiente técnico Romeu Figueira, e o bom desempenho pode garantir uma nova participação na competição pela Confederação Brasileira de Desporto Escolar, em 2018.

“Estou muito feliz com o desempenho dos nossos garotos. Há uma grande chance de o ano que vem estarmos novamente no Mundial Sub-13 representando o Brasil. Vamos focar no treinos e não tenho dúvida que se nossa participação for garantida, essa equipe fará ainda mais bonito”, comentou o treinador.

A Seleção Brasileira foi formada pelos seguintes jogadores:

Alisson José Sacramento Leão

André Magalhães Ewerton

Cassio Gustavo Alves Machado

David Dias Oliveira

Delmivaldo Rodrigues Lacerda Neto

Enzo Zidane Sales Reis

Flávio Nascimento da Costa

Guilherme Cabral Corte

Ian Trinid Monteiro da Silva                       

Lyan Kauê Gomes Santana

Ricardo Ribeiro Campos

Rudiclei Serrão da Costa Junior                       

Sanderson Trindade Nascimento

Thiago Medeiros de Carvalho

Tiago Videira Lobato

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá