segunda, 20 de fevereiro de 2017 - 23:34h
Governo e municípios criam grupo de trabalho para consolidar a Região Metropolitana
Prefeituras de Macapá, Santana e Mazagão discutem problemas individuais que serão tratados em conjunto com o governo do estado.
Por: Phillippe Gomes
Foto: Erich Macias
Governador Waldez Góes reuniu com os prefeitos das três cidades que formam a Região Metropolitana da Capital

O governador do Amapá Waldez Góes recebeu na noite de segunda-feira, 20, no Palácio do Setentrião, os prefeitos de Macapá, Santana e Mazagão para tratar assuntos referentes à criação de um grupo específico de trabalho que busca avançar nos projetos que visam implantar a Região Metropolitana da Capital. O grupo contará com representantes do estado, das cidades envolvidas, além dos vereadores dos municípios.

Um dos principais assuntos debatidos entre os gestores foi a questão da criação de um sistema compartilhado de saneamento básico. Uma pauta de extrema importância para o governador Waldez Góes. De acordo com ele, o grupo de trabalho vai detectar os pontos críticos de cada cidade, e assim, em conjunto os gestores, vão buscar uma solução para cada problema.

"Sabemos das dificuldades de cada um desses municípios que compreendem a Região Metropolitana. Então, a ideia é que cada cidade faça o seu projeto de saneamento básico com propósito de acabar com as mazelas desse setor que hoje é carente no estado. Vale ressaltar que o trabalho será feito em conjunto, por isso, todos receberão total apoio do governo do Amapá", declarou Waldez.

O prefeito de Macapá, Clécio Luís Vieira, disse que a capital dará total apoio para os projetos. Segundo ele, a prefeitura vai ceder o aterro sanitário da cidade para receber os resíduos de Santana e Mazagão. "Temos que ter um extremo cuidado com a questão dos resíduos sólidos das cidades que fazem parte da Região Metropolitana. Quem sabe, num futuro, trabalhar com um projeto inovador como a seleção de cada tipo de lixo nas casas de Macapá, Santana e Mazagão", comentou Clécio, falando da importância de se trabalhar de forma sistematizada.

O prefeito de Santana, Ofirney Sadala, falou da parceria com governo do estado que resultou na assinatura do termo aditivo do convênio de limpeza urbana de Santana. "Esse grupo de trabalho é importante para todos os lados. Temos que acabar com individualismo. E tenho certeza que isso, sem sombra de dúvidas, vai contribuir diretamente pra o desenvolvimento do estado", destacou o prefeito.

Outro ponto que foi debatido entre os gestores se trata da questão viária da Região Metropolitana. Fato que chamou atenção do prefeito de Mazagão, Dudão Costa, que destacou a Ponte da Integração como principal interligação do escoamento de produção das comunidades ligadas ao município e das outras cidades.

"Com a Ponte da Integração, passamos a ganhar mais visitantes em Mazagão. E além dos cuidados com os turistas, temos que pensar na questão do trânsito porque hoje recebemos uma quantidade grande de visitantes em Mazagão e Mazagão Velho", ressaltou Dudão.

O vereador e presidente da Câmara Municipal de Macapá, Acácio Favacho, destacou a importância de estender o debate ao parlamento estadual. Segundo ele, dessa forma os resultados serão ainda mais satisfatórios. "Vamos buscar a integração para que tenhamos mais desenvolvimento para o estado do Amapá", disse Favacho.

Uma nova reunião deverá acontecer na próxima quinta-feira, 23, entre todos os envolvidos para consolidar os representantes de cada instituição que farão parte do grupo de trabalho da Região Metropolitana da Capital.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá