terça, 15 de junho de 2021 - 12:37h - 2167
Polícia Civil descarta ação humana em acidente que vitimou extrativistas no sul do estado
Laudo definitivo deve ser concluído e divulgado em até 30 dias. A árvore, uma castanheira, já estava seca e caiu em função de ações da natureza.
Por: Ailton Leite
Foto: GTA
A árvore de castanheira caiu em função da ação do tempo

A Policia Civil do Amapá segue o trabalho de investigação sobre as causas do acidente que vitimou extrativistas em uma área rural do município de Laranjal do Jari, no sul do Amapá. A Polícia Técnico Científica (Politec) segue na região trabalhando na coleta de dados e informações que irão detalhar as causas do sinistro.

De acordo com o delegado Geral de Polícia Civil, Antônio Uberlândio, as investigações preliminares apontam que a árvore que atingiu o acampamento onde estavam os extrativistas caiu possivelmente por uma ação da natureza como ventos fortes e a chuva constante que cai na região .

“Se trata de uma área de difícil acesso, de mata fechada, com distância de aproximadamente 56 km em linha reta da sede do município. Pelo o que os investigadores observaram, seria uma árvore seca e que acabou caindo sobre o acampamento”, informou o chefe da Polícia Civil.

São informações que serão adicionadas ao inquérito, juntamente com os depoimentos dos sobreviventes. O inquérito deve ser concluído em até 30 dias.

Os corpos das vítimas passaram por uma avaliação realizada por peritos da Politec e foram liberados para sepultamento nas comunidades de Santa Clara e São Pedro, que ficam próximas do local onde aconteceu o sinistro.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, que esteve no local com uma equipe de sete combatentes, são seis vítimas fatais, além de um bebê que ainda estava na barriga da mãe. Até o momento não foram confirmadas as identidades e idades das vítimas. As duas pessoas que sobreviveram, incluindo uma criança, tiveram ferimentos leves e já foram liberadas do hospital de Laranjal do Jari.

Sobre o caso

O acidente que vitimou os trabalhadores extrativistas aconteceu no último domingo, 13. O fato chegou ao conhecimento das autoridades na manhã da última segunda-feira, 14, quando equipes do Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Politec e do Grupamento Tático Aéreo (GTA) se deslocaram para a região que fica localizada próxima da comunidade de São Pedro, onde iniciaram os trabalhos de investigação sobre o acidente.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá