sexta, 22 de outubro de 2021 - 19:50h - 12046
Jovem Descolado: Governo forma 280 participantes do programa de incentivo ao empreendedorismo
Turmas de Macapá e Santana qualificaram jovens em vulnerabilidade social para serem inseridos no mercado de trabalho.
Por: Da Redação .Colaboradores: Henrique Borges
Foto: Albenir Sousa/Secom
Iniciativa é coordenada pela Sims e Sejuv, em parceria com Sebrae e Junior Achievement.

O Governo do Estado encerra nesta sexta-feira, 22, mais uma edição do programa Jovem Descolado, que incentiva jovens de 19 a 29 anos em vulnerabilidade social ao empreendedorismo. As formaturas das turmas de Macapá e Santana somam 280 participantes, que passaram por qualificação profissional.

A iniciativa é coordenada pelas Secretarias de Estado de Inclusão e Mobilização Social (Sims) e de Políticas para a Juventude (Sejuv), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e pela organização sem fins lucrativos Junior Achievement.

Nesta sexta, 100 jovens de turmas de Santana encerraram as atividades e participam da formatura do programa. Na quinta-feira, 21, foram 180 participantes que se formaram e, agora, estão preparados para o mercado de trabalho.

"Incentivos como este preparam os desafios de uma nova cultura de trabalho e empreendedorismo, abrindo novas perspectivas de inserção no mercado. E ainda, geram impactos na redução da taxa de desocupação e dos riscos sociais aos quais os jovens estão expostos", destacou o vice-governador do Estado, Jaime Nunes, que participou da formatura. 

O Jovem Descolado oferta 110 horas de aulas, que incluem marketing pessoal, coach de carreira, relações humanas, atendimento ao cliente, crescer empreendendo, técnicas de negociação, além das novas competências do profissional e novos modelos de negócio.

“É visível o comprometimento dos jovens que diariamente enfrentaram e venceram barreiras para concluir os módulos, mostrando além da força de vontade, valorizando o que é bom para cada um, pois o conhecimento se leva para o resto da vida”, disse o titular da Sejuv, Pedro Filé.

O programa iniciou em 2017 com a proposta de reduzir os índices de desocupação (quando o jovem não estuda e nem trabalha), desemprego e informalidade, além de diminuir os riscos aos quais os jovens em vulnerabilidade social estão expostos. Ao todo, a iniciativa já capacitou profissionalmente 2 mil jovens. Nesta última edição a Sims destinou R$ 100 mil para desenvolvimento das atividades.

Para o jovem empreendedor Rodrigo Cordeiro, de 19 anos, o programa mostrou os melhores caminhos para administrar o próprio negócio. Ele destaca que a participação no Jovem Descolado colaborou planos futuros de expansão e parcerias.

“Estou motivado a estruturar ainda mais o meu negócio, ainda somos apenas uma agência, mas logo vamos nos formalizar e buscar novas formas de investir e expandir meu empreendimento”, afirmou.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Alebnir Sousa/Secom

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá