terça, 25 de maio de 2021 - 14:46h - 10890
'Vai ajudar no sustento de muita gente', diz trabalhador contemplado pelo Comida em Casa, em Santana
Foram mais de 2,5 mil cestas entregues no município nesta terça-feira,25. Próximo ato acontece nesta quarta-feira,26, escola Estadual Prof. Nancy Nina da Costa, em Macapá.
Por: Nathacha Dantas
Foto: Maksuel Martins
Recebendo sua cesta, Bernardo Matos, presidente da Associação Comunitária do Areião no bairro da Piçarreira, em Santana.

Eloina Lazamé é artesã e é com esse trabalho que, há 30 anos, ela garante sustento de sua família. A trabalhadora foi uma das contempladas pelo Programa Comida em Casa e recebeu uma das 2.570 cestas entregues pelo Governo do Amapá a entidades de Santana nesta terça-feira, 25, na escola Estadual Augusto Antunes. Esta é a segunda entrega feita no município, na primeira, foram distribuídas 2.087 cestas, totalizando 4.657 entregas até o momento. 

Durante o ato, houve a assinatura do termo de compromisso que efetivou a entrega das cestas para 41 instituições, entre associações de bairro, de artesãos, desportista, de tratamento oncológico e, cooperativa de produtores agroextrativistas. São as entidades que repassam as cestas para os trabalhadores. 

Eloina faz parte da Associação dos Artesão de Mãos Dadas, em Santana. Para ela, um dos efeitos mais devastadores da pandemia foi quando os artesãos não puderam mais comercializar as produções. Muitos são idosos e estão impactados emocionalmente e psicologicamente, além de enfrentar dificuldades financeiras. 

“Eu gostei muito pois é uma cesta robusta, com produtos de qualidade e que dura tranquilamente uns 45 dias. Para quem tem sua renda fixa e todo dia comida no prato, essa ajuda pode não significar muita coisa, mas para nós, artesãos, representa a sobrevivência de nossa família”, comemorou Lazamé.

As cestas do programa Comida em Casa possuem 43 itens, de 16 tipos diferentes de alimentos como arroz, feijão, óleo, leite em pó, macarrão, açúcar, café, farinha, entre outros produtos. O valor de cada cesta é de R$ 263, com o investimento total de mais de R$ 13 milhões.

 

“É um benefício muito grande para as comunidades carentes nesse momento. Nós buscamos ajudar quem bate na porta de casa pedindo alimento, mas agora está difícil para todos. Estou vendo que é uma cesta grande, de durabilidade e que vai ajudar no sustento de muita gente”, afirma Bernardo Matos, presidente da Associação Comunitária do Areião, no bairro da Piçarreira.

O prefeito de Santana, Bala Rocha, acompanhou o ato de entregas das cestas no município e afirmou que o apoio do governo neste momento é fundamental para garantir a segurança alimentar das famílias.

“Devemos reconhecer que esse programa valoriza e garante o direito de dignidade das famílias que estão enfrentando um momento financeiro difícil. Para nossa alegria, já são, até o momento, 4.270 famílias santanenses que estão com comida em casa garantida por pelo menos 30 dias”, enfatizou o prefeito.

Programa Comida em casa

A entrega das cestas faz parte das ações do Estado para auxiliar a população, além do pacote socioeconômico que inclui o pagamento das contas de água, esgoto e energia, adiantamento do 13º do Renda Para Viver Melhor, ampliação do programa Amapá Jovem, continuação do benefício Kit Merenda em Casa, auxílio para bares e restaurantes, redução de impostos, extensão de prazos para pagamento, parcelamento e desconto de débitos com o fisco, dentre outras.

“É um programa inédito de segurança alimentar, lançado pelo governo do estado para alcançar as famílias que estão em extrema vulnerabilidade social neste momento de pandemia. Estamos na segunda entrega que fazemos em Santana, mas no total serão destinadas sete mil cestas ao município”, informou Albanize Colares, secretária Estadual de Inclusão e Mobilização Social.  

 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá