Logo Amapá
domingo, 27 de novembro de 2022 - 13:53h - 1398
Bailique: Governo do Amapá inicia segunda etapa de apoio a comunidades afetadas pela salinização da água
Ação iniciada em junho deste ano visa distribuir 2,6 mil caixas d\'água entre 50 comunidades atingidas pela salinização da água; Famílias da Vila do Sucuriju também serão contempladas.
Por: João Paulo Pessoa
Foto: Fotos: João Paulo Gonçalves
Nesta segunda etapa, ocorrida neste fim de semana, 335 novas caixas d’água serão distribuídas entre famílias de 8 comunidades do Bailique

A comunidade de Freguesia foi a primeira a receber a ação humanitária realizada pelo Governo do Estado que distribui caixas d’água para famílias afetadas pela salinização da água do rio, no Arquipélago do Bailique e na Vila do Sucuriju – distritos dos municípios de Macapá e Amapá, respectivamente.

Nesta segunda etapa, ocorrida neste fim de semana, 335 novas caixas d’água serão distribuídas entre famílias de 8 comunidades do Bailique. Em junho deste ano, outros 400 reservatórios foram entregues na primeira etapa da ação, realizada na comunidade de Filadélfia e arredores.

 

Além das caixas d'água, os beneficiários também recebem kits com produtos químicos que auxiliam no tratamento de água. Esses equipamentos podem ser utilizados para tratar e armazenar o líquido durante o período de estiagem, que ocorre no segundo semestre, quando o fenômeno de salinização se intensifica.

Por estarem localizados em um local de difícil acesso, os moradores do Arquipélago do Bailique não conseguem água potável com facilidade. E quando as opções de acesso à água estão reduzidas, recorrem a meios alternativos para conseguir o produto.

“Nem sempre a gente tem dinheiro para comprar água mineral ou uma caixa d’água maior. Nesse período que está sem chuva, a gente junta dinheiro pra comprar combustível e tem que ir buscar água lá fora. Mas agora está cada vez mais longe. Com uma caixa de dois mil litros, a gente consegue armazenar uma quantidade maior de água, o que facilita bastante”, explica Douglas Alves, morador da comunidade de Freguesia.

Para a dona de casa Maria Orgarina, o reservatório maior representa uma importante mudança na rotina da família.

“Agora a gente vai conseguir ter água por mais tempo. E isso ajuda muito, porque quando não chove, a gente chega a ficar sem água para beber ou fazer comida. Nem sempre tem dinheiro para comprar água mineral ou uma caixa d’água maior. Então, é uma felicidade ter essa ajuda”, afirma dona Maria.

A Secretária de Inclusão e Mobilização Social, Albanize Colares, reforçou a função social em proporcionar condições dignas para comunidades em situação de vulnerabilidade, como ocorre nesta iniciativa.

“Com a ação de entregas das caixas d'águas, atuando em rede, garantimos às famílias do arquipélago do Bailique, de forma contínua, a diminuição dos riscos e vulnerabilidades em que se encontram. Assim, garantindo saúde e bem-estar às comunidades", observou a gestora.

Esta ação é um esforço conjunto da Secretaria da Inclusão e Mobilização Social (SIMS), Companhia de Água e Esgoto do Amapá (CAESA) e Defesa Civil Estadual, que trabalham para identificar e amparar as famílias que precisam desse auxílio.

 

O trabalho continua

A próxima localidade a ser contemplada com a iniciativa do Governo será a Vila do Sucuriju, pertencente ao município de Amapá, que também é atingida pela salinização da água. Lá, cem por cento das famílias serão beneficiadas com a distribuição de 110 caixas d’água, além de produtos de tratamento de água e base para apoiar os reservatórios.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

João Paulo Gonçalves 

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá