sábado, 30 de abril de 2022 - 16:07h - 7316
Dia D contra Sarampo e Influenza: “É bom que a criança tenha o exemplo dentro de casa”, diz idosa que se vacinou junto com o neto
Organizada pelo Governo do Estado, ação contou com pontos de vacinação em Macapá e Santana. Equipes atenderam a população durante oito horas de ação.
Por: Rafaela Bittencourt
Foto: Jesiel Braga
Campanha ofertou vacina tríplice viral, contra a influenza e também contra a covid-19 por 8 horas em Macapá e Santana.

Neste sábado, 30, foi dia de vacinar contra a Influenza e o Sarampo em todo o Brasil. No Amapá, as equipes de vacinadores do Governo do Estado estiveram com ações de apoio aos municípios de Macapá e Santana.

Na capital, foi montado um ponto fixo na quadra da Igreja Nossa Senhora da Conceição e em Santana, quatro pontos atenderam o público durante oito horas de campanha.

Os grupos atendidos são os que compõem a segunda etapa da campanha nacional, composto por professores, povos indígenas, pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores do transporte coletivo, trabalhadores portuários, forças de segurança e salvamento, forças armadas, gestantes e puérperas, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade.

O público da primeira etapa, de idosos e crianças menores de 5 anos de idade, ainda pode se vacinar.

“Com o público maior, buscamos ofertar mais locais de vacina para evitar demora e filas, se trata de mais uma forma que o Governo do Estado encontrou para dar mais comodidade e incentivar a vacinação. Todos os municípios estão abastecidos com vacinas contra a influenza e sarampo e a campanha continua até 3 de junho”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde do Amapá, Celisa Melo, que também se vacinou neste sábado.

Quem veio a um dos pontos do Governo do Amapá pôde receber a vacina com tranquilidade. Com a capacidade técnica, teve gente que nem sentiu a agulha, como o seu Eldimar Penafort, de 57 anos.

“Sem demora e rápido, a mão da vacinadora foi leve e eu não senti nada. Se proteger é importante em qualquer momento e minha carteirinha agora tá completa”, conta Penafort, servidor público.

Quem estava receoso de tomar a vacina, como o pequeno Romeo, precisou se encher de coragem para apoiar a avó e perceber que vacinar é rápido e não dói nada.

“Ele segurou minha mão para eu não chorar, mas eu quis incentivar também, porque, logo mais, ele vai tomar a vacina da gripe na Unidade Básica de Saúde. É bom que a criança tenha o exemplo dentro de casa”, afirmou Nazaré Pinheiro, de 73 anos e avó do Romeo.

Com os públicos ampliados para a segunda etapa da campanha, a Maria Dayse Xavier, de 55 anos, que possui osteogênese imperfeita – doença genética caracterizada por ossos frágeis –, aproveitou para ser uma das primeiras neste sábado.

“É importante todo ano a gente se proteger e, quando tem, eu sempre venho atrás, junto com a minha família”, conta Maria Dayse.

Além das vacinas previstas na campanha, foram ofertadas também vacinas contra a Covid-19.

Influenza e Sarampo

O Ministério da Saúde preconiza uma cobertura vacinal de 90% para a Influenza e de 95% para o sarampo. Atualmente, o Estado ainda se encontra com índices baixos, principalmente em relação a influenza, realidade de diversos estados brasileiros.

O Amapá possui um público-alvo para a influenza de 256.645 pessoas. Já foram distribuídas 39.400 doses contra a influenza para os 16 municípios.

Em relação ao sarampo, já foram distribuídas 29.320 doses aos municípios. A cobertura vacinal atual é de 47,95%.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Ascom/SVS

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá