quinta, 30 de junho de 2022 - 12:01h - 3266
Estado Forte, Povo Seguro: Governo lança programa de promoção da saúde para profissionais da Segurança Pública e Defesa Social
Pró-Vida faz parte da política de Segurança Pública que, desde 2015, já destinou para o setor R$ 300 milhões, aproximadamente.
Por: Nathacha Dantas
Foto: Erich Macias
Lançamento ocorreu nesta quinta, 30.

O Governo do Amapá lançou, nesta quinta-feira, 30, o Programa de Qualidade de Vida para Profissionais de Segurança Pública e Defesa Social (Pró-Vida). A solenidade ocorreu no auditório do Museu Sacaca, em Macapá, e reuniu servidores de Defesa Civil, Social e Segurança, das esferas estadual, municipal e federal.

O governador Waldez Góes evidenciou que o Pró-Vida é uma ação do planejamento integral do programa Estado Forte Povo Seguro.

"Já fizemos investimentos em obras, infraestrutura, tecnologia, sistema de comunicação, viaturas, armamento, equipamentos de proteção individual. E fomos além: entregando hoje esse benefício de assistência à saúde para servidores das agências estaduais, guardas municipais e agentes federais. Nos próximos dias, vamos lançar um programa de assistência jurídica para cuidar da atuação do profissional de segurança na vida púbica”, afirmou Góes.

O secretário de segurança, Carlos Souza, explicou que a estratégia elabora, monitora, avalia e implementa ações de atenção à saúde com foco na prevenção da saúde física e mental dos profissionais da Segurança Pública e Defesa Social. Os familiares deles também são beneficiados.

O programa promove, ainda, a integração das unidades de saúde dos órgãos que compõem o Sistema Único de Segurança Pública.

"É necessário reconhecer e valorizar o trabalho árduo dos profissionais de segurança pública, e quando cuidamos da saúde do profissional, ele entrega um serviço de maior qualidade para a sociedade”, conclui o gestor.

Para o lançamento do Pró-Vida também foi ofertado um curso de atendimento a tentativas de suicídios, ministrado por profissionais do estado do Ceará. A capacitação é voltada para os profissionais de diversas forças em nível estadual, municipal e federal para atuação conjunta e coordenada, utilizando um sistema de comando de incidentes em casos de tentativas de suicídio. A primeira turma tem 43 servidores do Exército, Polícia Rodoviária Federal, Guarda Municipal e Samu.

A capacitação é reconhecida pela Federação Internacional de Psicologia das Emergências (FIPE), com representatividade do estado do Amapá e Ceará, membros fundadores com alinhamento do gerenciamento de incidentes e crises da FIPE, que conta com a participação de 12 países.

São mais de R$ 9 milhões em investimentos dos Fundos Nacional e Estadual de Segurança Pública e do Tesouro Estadual para a realização da estratégia, que levará as ações de saúde e capacitações para servidores dos 16 municípios. O Pró-Vida visa alcançar diretamente o efetivo de 7.049 servidores estaduais e familiares.

Na etapa preliminar à implementação ocorreu pesquisas-diagnóstico da saúde física e mental dos agentes e familiares. Os estudos continuarão pelos próximos meses como mecanismo auxiliar ao planejamento das ações, assim como atendimentos preventivos de saúde.

Investimentos

A estratégia faz parte da política pública Estado Forte, Povo Seguro, que, desde 2015, já destinou para o setor R$ 300 milhões, frutos da parceria do Governo do Estado com a Bancada Federal amapaense. Entre as entregas, estão obras estratégicas, infraestrutura, 350 novas viaturas, armamentos, equipamentos, sistemas de rádio e comunicação e programas de assistência.

O Governo do Amapá também realiza concursos públicos para ampliar o número de servidores do setor – exemplo disso são os editais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Também já houve concursos para as Polícias Científica e Civil.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá