segunda, 30 de novembro de 2020 - 21:02h - 4026
Governo do Amapá anuncia cronograma de pagamento e pacote econômico e social para estimular recuperação da economia
Devem circular na economia R$ 476,3 milhões. As medidas abrangem pagamento de salários, fornecedores, benefícios sociais, transferência para municípios e créditos e fomentos para empreendedores.
Por: Elder de Abreu
Foto: Maksuel Martins
Até o fim de dezembro o Governo do Amapá vai cumprir um cronograma de pagamentos que prevê a injeção financeira de R$ 476,3 milhões na economia.

O governador do Amapá, Waldez Góes, anunciou durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira, 30, o cronograma de pagamentos e o pacote de medidas econômicas e sociais para reaquecer a economia local, incluindo crédito para micro e pequenos empreendedores.

Segundo o governador, os benefícios, a oferta de crédito e a injeção financeira, permitirão a recomposição de capital de giro, renovação de estoque, pagamento de dívidas e, ainda, investimentos aos empreendedores amapaenses prejudicados com a crise energética e a pandemia de covid-19.

“O cronograma de pagamentos e plano econômico-social é fruto de um planejamento e que temos certeza que trará uma grande contribuição para o fortalecimento da economia. Cumprindo nossos compromissos com os nossos servidores, beneficiários de programa sociais e dando apoio para que os empreendedores possam seguir em frente”, ressalta o governador.

Injeção financeira

Até o fim de dezembro o Governo do Amapá  vai cumprir um cronograma de pagamentos que prevê a injeção financeira de R$ 476,3 milhões na economia com a folha do funcionalismo público, 13º salário – confirmado pelo governador para esta quinta-feira, dia 3 de dezembro –, pagamentos de programas sociais como Amapá Jovem, parcela de dezembro e mais a 13ª parcela do Renda para Viver Melhor (também dia 3), pagamentos de fornecedores, repasses para municípios, entre outros recursos financeiros previstos para serem injetados na economia.

Financiamento

O governo do Estado disponibilizou inicialmente R$ 15 milhões para oferta de crédito pela Agência de Fomento do Amapá (Afap). No planejamento estão ações itinerantes para evitar aglomerações e aumentar as chances no acesso às linhas de financiamento.

Além disso, o Governo do Amapá tem articulado com parceiros estratégicos. O Banco do Brasil e a Caixa Econômica disponibilizarão atendimento diferenciado nas agências e ofertarão linhas de crédito para capital de giro. O Sebrae irá disponibilizar consultoria e orientação aos empreendedores para acesso ao crédito, apoiando as ações realizadas pelo governo.

Cultura

O governo do Estado também vai executar para o setor cultural, bastante prejudicado pela pandemia por conta da suspensão das apresentações artísticas, um fomento de R$ 16 milhões, recursos da Lei Aldir Blanc.

Longo prazo

O governador destacou que além destas medidas emergenciais, o governo já vem trabalhando, a longo prazo, estruturantes da economia, com impactos fiscais, como o Programa de Regularização Fiscal (Refis), ativo desde outubro, o Programa Tesouro Verde, que já certificou diversas empresas que aderiram à iniciativa e a Zona Franca Verde, da qual o Estado pediu recentemente revisão das regras a fim de impulsionar a fronteira de incentivos fiscais e atrair as indústrias para o Amapá.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá